Benefícios à saúde

Todos nós precisamos de ômega-3 EPA e DHA

Os ácidos ômega-3 eicosapentaenoico (EPA) e docosa-hexaenoico (DHA) auxiliam no apoio à saúde geral em todos os sistemas do corpo – do desenvolvimento cerebral e ocular dos bebês, até a manutenção da saúde cardiovascular de adultos e idosos. Essas duas gorduras saudáveis têm funções complementárias na saúde humana. O DHA desempenha um papel estrutural nas membranas celulares, ajudando no crescimento e desenvolvimento normal. O EPA exerce uma função fisiológica, ajudando a regular as vias inflamatórias e imunológicas do corpo. O MEG-3® favorece o corpo inteiro ao fornecer EPA e DHA em uma variedade de concentrações que podem ser absorvidas e prontamente utilizadas para ajudar a melhorar a saúde.

Extended family sitting outdoors smiling

Em todos os estágios da vida

O corpo precisa de ômega-3.

Da infância à vida adulta, todos os dias, você tem a oportunidade de fazer escolhas que irão colaborar com sua saúde. Os ômega-3 DHA e EPA apoiam o crescimento e o desenvolvimento durante a fase maternal e a infância, promovendo boa saúde e bem-estar em todos os estágios da vida.

Estágios da vida

Principais benefícios

Grávidas e lactantes 

Promove a saúde materna, a gravidez saudável, apoia o desenvolvimento cerebral, ocular e nervoso do feto/bebê

Bebês

Desenvolvimento cerebral, ocular e do sistema nervoso

Crianças

Parte de uma alimentação bem balanceada, desenvolvimento contínuo do cérebro e do sistema nervoso

Adolescentes

Parte de uma alimentação bem balanceada, desenvolvimento contínuo do cérebro e do sistema nervoso

Adultos

Saúde cardiovascular, colaboração contínua para o cérebro e sistema nervoso

Idosos

Saúde cardiovascular, cognição, colaboração contínua para o cérebro e sistema nervoso

Selecione um benefício à saúde para saber mais

Gravidez e infância

Durante a gravidez e a amamentação, o ômega-3 DHA é essencial para o desenvolvimento do cérebro, do sistema nervoso e da visão infantil, enquanto uma combinação balanceada de ômega-3 EPA e DHA ajuda a manter a mãe saudável.

No mundo inteiro, organizações de saúde e regulamentação recomendam uma ingestão mínima entre 230 a 340 gramas de peixe gordo por semana ou de cápsulas de óleo de peixe purificado, contendo um mínimo de 250 mg de DHA, durante a gravidez e a amamentação.

Pesquisas indicam que os ômega-3 EPA e DHA desempenham um importante papel antes, durante e após a gravidez. Enquanto fonte única de nutrientes para seu bebê em desenvolvimento, a mãe precisa ingerir bastante ômega-3 DHA.

Os ômega-3 EPA e DHA colaboram com uma gravidez saudável, mas, mesmo após o parto, a mãe ainda precisa de uma ingestão adequada de ômega-3 EPA e DHA, já que seu filho continuará a absorver esses nutrientes através do leite materno.

As cápsulas de óleo de peixe e os ingredientes alimentícios MEG-3® são refinados para reduzir os metais pesados, tais como mercúrio e outros contaminantes, a níveis insignificantes, oferecendo uma alternativa à ingestão de peixe durante a gravidez e a amamentação.

Crianças

Todas as crianças precisam dos ômega-3 EPA e DHA para um crescimemto saudável.

Os ômega-3 EPA e DHA apoiam o crescimento e o desenvolvimento normal infantil. Bebês e crianças pequenas precisam de ômega-3 DHA para o correto desenvolvimento cerebral e visual (retinal).

Uma forma fácil de fazer crianças pequenas e em idade de alfabetização ingerirem sua porção diária de ômega-3 é através de alimentos enriquecidos com ômega-3 EPA e DHA, tais como pães, iogurte e leite.

Seus filhos são difíceis para comer? Os alimentos e suplementos fortificados com ômega-3 EPA e DHA oferecem uma forma conveniente e saborosa para assegurar que os pequenos recebam ômega-3 EPA e DHA suficiente e sem tumulto na mesa do jantar!

Adultos e idosos

Enquanto adulto consciente de sua saúde, você deve assegurar que sua alimentação seja bem balanceada, colaborando com a saúde ideal e a longevidade. Alimentos ricos em ômega-3 EPA e DHA fazem parte dessa dieta saudável.

Os ômega-3 EPA e DHA apoiam a saúde do sistema cardiovascular, ao ajudar a manter níveis normais de triglicerídeos e pressão arterial. Organizações de saúde e órgãos reguladores em todo o mundo confirmam que peixes e suplementos de óleo de peixe são parte de uma alimentação saudável para o coração. Estudos sugeriram que os ômega-3 EPA e DHA também podem apoiar a saúde das articulações, dos olhos e a manutenção da função cerebral ao longo da vida.

A alimentação atual

Na maior parte do mundo, os adultos têm níveis baixos ou muito baixos de ômega-3 EPA e DHA, de acordo com pesquisas publicadas (1). Isso pode ser o resultado de uma alimentação fraca em peixes gordos, ou peixes em geral, que contenham ômega-3 EPA e DHA, mas com excesso de produtos com óleo vegetal e ácidos graxos ômega-6 – especialmente salgadinhos e outros alimentos processados, óleos vegetais como o de soja, milho e canola, além de produtos de animais alimentados com grãos.

As gorduras ômega-6 competem com as ômega 3 pelas mesmas enzimas e vias no corpo. A gordura ingerida em abundância irá dominar o estado reativo no corpo. Especialmente vegetarianos e crianças que evitam peixe por diversas razões correm o risco de ter níveis baixos de ômega-3 e superabundância de absorção de ômega-6.

A solução para conter a deficiência de ômega-3 é comer peixe gordo marinho (como salmão, sardinhas e anchova) duas vezes por semana. Se você não puder ou não quiser comer peixe, alternativas saudáveis incluem suplementos de óleo de peixe purificado e alimentos enriquecidos com ômega-3 EPA e DHA.

Omega3 Status Map

O índice de ômega-3

O índice de ômega-3 é uma medição dos níveis de ômega-3 EPA e DHA nos glóbulos vermelhos do corpo.

Quando se trata de saúde cardiovascular, é importante saber sobre seus níveis de ômega-3, assim como sua pressão arterial e níveis de colesterol e triglicerídeos.

Então qual é o seu número? O Índice de ômega-3 reflete a sua ingestão de ômega-3 EPA e DHA – quanto mais alto o índice, melhor. Seus níveis vão aumentar, se você se alimentar de peixes gordos, tomar suplementos de óleo de peixe ou comer alimentos enriquecidos com ômega-3 EPA e DHA.

Mapa infográfico sobre o status mundial de ômega-3

Quantidade de EPA e DHA por espécie de peixe1

Alta (≥850 mg de EPA e DHA; ou porção de 113g)

  • Salmão selvagem (atlântico, chinook e coho)
  • Anchovas, arenque e savelha
  • Cavala (Atlântico e Pacífico)
  • Atum (rabilho e albacora)
  • Sardinhas (Atlântico e Pacífico)
  • Ostras (Pacífico)
  • Truta (água doce)
  • Atum (albacora)
  • Mexilhão (azul)

Média (300 – 849 mg de EPA e DHA; ou porção de 113g)

  • Escamudo (Atlântico e picão-Verde)
  • Lula
  • Caranguejo
  • Atum (claro em lata)

Baixa (>300 mg de EPA e DHA; ou porção de 113g)

  • Camarão
  • Tilápia
  • Bacalhau
  • Bagre
  • Moluscos
  • Vieiras
  • Hadoque
  • Lagostas
  • Lagostim

Referências

  1. Progress in Lipid Research, 20 May 2016; doi: 10.1016/j.plipres.2016.05.001 http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0163782715300333.

Postagens recentes


Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

x